Jovem “esquece” livros no metrô para incentivar a leitura e deixar o celular um pouco de lado

A iniciativa de se “esquecer” um livro para o próximo para repartir o que sabe, sem ficar pobre.

Por:

Trata-se do projeto “Leitura no Vagão”, do desenvolvedor de software Luís Fernando Tremonti, que resolveu partilhar seu prazer pela leitura de um modo bastante simples, mas muito efetivo.

Ele diz: “Entro todos os dias no vagão e vejo um monte de gente no celular, enquanto apenas uma ou duas leem”, ele mora em São Paulo, e todo dia sai da estação Barra Funda (Linha 3 – Vermelha) e vai até o Paraíso (Linha 1 – Azul) sempre acompanhado de um bom livro. “Tenho amigos que dizem não ter tempo para leitura, mas entram no metrô e pegam direto o celular”. Então ele pensou: “O que posso fazer para tornar a viagem de todos mais agradável?”.

Resolveu então, tentar estimular a leitura neste nosso trajeto de cada dia. Tornando, assim, a viagem mais “produtiva”.

Criou então uma página no facebook e no twitter. Mandou fazer alguns panfletos para colocar dentro dos próprios livros e começou a “esquecê-los” nos vagões do metrô. Mas não apenas isso, ele também faz sorteios de vale-livros de escritores independentes. Uma das  ideias  é que os leitores tirem selfies com os livros e a postem no twitter e no facebook com a #leituranovagão, contando alguma curiosidade sobre a obra.

 

10868106_385060945001595_1534049186318610012_n 10592922_810244685672728_3685909293993828252_n livro_0000_Layer 3 livro_0001_Layer 2 livro_0002_Layer 1 unnamed